domingo, 30 de abril de 2017

A Verdadeira História da Pequena Sereia

Olá galera! <
Estou de volta! E hoje vou contar a vocês a verdadeira história da Pequena Sereia.
O conto original foi escrito por Hans Christian Anderson (O mesmo criador de Frozen) e em 1989, foi transformado em uma animação pela Disney.
Todos devem conhecer a história de Ariel, a jovem princesa sereia que se apaixona por um príncipe humano, se transforma em humana para viver o seu amor, se casa, tem uma filha e vive feliz para sempre, né?
Mas como muitos de vocês já sabem, nas versões originais, nem todos os contos finais possuem finais feliz, e esse também é o caso da Pequena Sereia.


O Oceano possui vários segredos e diversos reinos secretos. Entres eles, governava um Rei viúvo, que vivia com suas seis filhas e sua própria mãe.
Criadas pela avó, as meninas viviam sempre alegres, e quando cada uma delas completava 15 anos, tinha permissão para subir a superfície para conhecer o mundo dos humanos.
A caçula era Ariel, que vivia sempre curiosa para saber o que havia na superfície. E enfim, quando a jovem finalmente completou 15 anos, ao superfície, avistou um lindo príncipe humano e se apaixonou por ele na hora.
Porém, o navio é atingido por uma tempestade e naufraga. Ariel consegue resgatar o príncipe desacordado. Ela o leva até a praia mais próxima, mas logo depois foge ao ver uma jovem se aproximando e amparando o rapaz.
Ariel retorna para o reino e conta suas aventuras a sua família. O Rei, indignado, repreende a filha, pois nunca haveria poder existir um romance entre um humano e uma sereia, pois acreditavam-se que os humanos eram seres sem alma e que se transformava em espuma do mar ao morrerem.
Teimosa e apaixonada, Ariel foge do reino e procura a Bruxa dos Mares, que concorda em transformar Ariel em uma humana. Porém, para isso, ela teria que ter a sua língua arrancada, sua cauda partida ao meio para ser transformada em duas pernas, e todas vez que ela desse um passo, sentiria uma imensa dor, como se estivesse pisando em facas, e se ela não conseguisse o beijo do amor verdadeiro em três dias, ela deveria retornar ao mar e ser transformada em espuma do mar.


Ariel, agora já transformado em humana, chega a superfície e encontra o príncipe, que a leva para seu castelo.
A jovem sente um imenso amor e desejo por ele, mas era incapaz de revelar isso a ele, pela ausência de sua língua. Porém, nada ela significava para o príncipe, pois ele amava a jovem que ele acreditava ter salvado sua vida.


Chega o dia do casamento do príncipe. Ariel, desolada, resolve ir embora e esperar pelo fim de sua vida. Porém, suas irmãs aparecem e lhe contam que fizeram outra proposta com a Bruxa dos Mares, que em troca de seus cabelos, lhe deram um punhal, para Ariel assassinar em sua noite de Núpcias e deixar que seu sangue caia sob seus pés, para assim Ariel recuperar sua cauda de sereia.
A noite chega, a festa acaba. Ariel vai até o quarto do príncipe e o encontra adormecido. Mas Ariel imediatamente desiste de cometer o ato pela falta de coragem de matar o homem que amava, mesmo não sendo correspondida.
Então Ariel vai até o penhasco, e comete suicídio se jogando de volta ao mar, e se transformando em espuma.



Enfiam galera, essa foi a trágica e verdadeira história de Ariel. Bem diferente da historia que a maioria de nós conhecemos através da Disney, não é? <br>

Até a próxima!!
😘😘😘

Nenhum comentário:

Postar um comentário